Receitas Fit, Vida Saudável

Apendicite: meu Deus!!!! Que dor!!!

Amores, como vocês já sabem, há pouco mais de uma semana eu passei por um dos momentos mais difíceis da minha vida.

Na madrugada de domingo (14) pra segunda (15), eu senti uma cólica muito, muito forte. Achei que se tratava de cólica menstrual e fiz o que usualmente faço: buscopan e bolsa de água quente. Não passou… Fiz tudo de novo e, novamente, não passou. Começou a piorar, eu entrei em desespero e, quando eu comecei a vomitar de tanta dor, corremos para o hospital. Para resumir, na segunda o médico residente (cirurgião) que me acompanhou nas treze horas que fiquei em observação no leito do PA do Vila da Serra, não conseguiu me diagnosticar e me mandou para casa com um antibiótico. Na madrugada de terça, as dores voltaram muito fortes e a essa altura eu só conseguia andar curvada. Meu ginecologista me mandou fazer um ultrassom abdominal (que não tinha sido feito no hospital na segunda) e, ao chegar na clínica particular dele, só de bater o olho em mim, todos os médicos presentes foram unânimes:  só pode ser apendicite. Fui para o hospital imediatamente e operada poucas horas depois em caráter de urgência.

Estou contando isso para ajudar pessoas que venham a passar futuramente por isso. Cuidado com apendicite. A dor não começa localizada na parte inferior direita do abdômen, como muitos pensam. Ela começa difusa e somente após algumas horas é que ela localiza. Então, se você sentir uma dor abdominal muuuuuito intensa e, principalmente, se ela vir acompanhada de vômito, perda de apetite, fraqueza, insistam com o médico em ficar em observação. Não vá embora pra casa sem diagnóstico como eu fiz. Deus foi maravilhoso e eu consegui ser operada a tempo (meu apêndice já estava muito inflamado, com pus e necrosado, mas não chegou a supurar). Quando ele rompe (supura) pode ser muito, muito grave e até fatal.

Bom, passado o susto, estou muito bem, obrigada!! Ainda não retirei os pontos, mas já estou praticamente 100% recuperada. Aí, eu que sou toda ligada a alimentação e atividade física comecei a ficar preocupada. Será que vou engordar nesse período? E os poucos pobre-coitados músculos que custei a conseguir definir?? Vou perdê-los?? Óh God!! Kkkkk

Fui correndo me consultar com meu ultra-power nutricionista AND educador físico, e nosso parceiro aqui no blog, Magno de Miranda.

Olha que bacana ele escreveu pra mim:

“Saiba quais são os cuidados alimentares no período pós-operatório.

Cirurgia, de um modo geral, traz resultados compensadores e exige certos cuidados, que visam uma boa recuperação. Sem entrar em muitos detalhes, o processo básico passa por uma reação inflamatória, formação de tecido cicatricial e sua remodelação. A cicatrização é um processo que envolve organização das células com sinalização química, a fim de reparar o tecido. O tratamento consiste em uma rápida recuperação, além de obter uma cicatriz satisfatória. A nutrição, com seus nutrientes específicos, consegue acelerar este processo.

Alguns elementos como vitamina C, vitamina b5, vitamina b6, silício, zinco, ferro e cobre participam do processo para formar o colágeno.

Chá verde, chá de hibiscos, cacau, canela, abacate, alho, gengibre, semente de romã, centella asiática, chlorella, quercetina e curcumina contêm propriedades anti-inflamatórias e anti-oxidantes (combatem os radicais livres).

Nesta fase, também, é comum ficar sem treinar.  Com o gasto energético reduzido associado a um consumo calórico aumentado o ganho de medidas é inevitável! Um bom equilíbrio de nutrientes e calorias é fundamental para manutenção do peso. Quanto à prevenção de perda de massa muscular, o ideal é ter um pouco de carboidrato com proteína em várias refeições ao longo do dia! Evitar períodos longos em jejum. O baixo consumo de proteína contribui para a má recuperação pós-cirúrgico, além de perdas de tecido muscular!

Sugestão de lanche cicatrizante e anti-inflamatório:

Mousse de cacau com canela

½ abacate + 1 colher de sopa de cacau em pó + 1 colher de sopa de mel + 1 colher de sopa de canela em pó + pintada de sal (sugestão: marinho)

Bater tudo no liquidificador. Reservar em recipiente e depois colocar em uma geladeira por algumas horas.”

Arrasou, né, gente????

Vou fazer esse mousse em 3,2,1!!

Fui!!!

cl

cl2

cl3

Nessas fotos dá pra ver um pouquinho dos músculos começando a definir. Na primeira e terceira, a perna e na segunda, o braço.

Tomara que eles não vão embora!! kkkkk

Acompanhe outras dicas no INSTAGRAM: @magno_nutricionista

Prof. Magno Luiz de Miranda

Nutricionista Esportivo / Professor de Educação Física / Docente de graduação e pós-graduação

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s